Por ser um período tão importante na vida, tudo traz certo receio pelo medo dos riscos à saúde da mamãe e do bebê. O mais importante durante a gravidez é, sem sobra de dúvida, um bom acompanhamento obstétrico e pré-natal bem realizado. Confiança e bom relacionamento entre a gestante e o médico obstetra são essenciais. Sempre que tiver dúvidas, nada mais seguro do que perguntar ao seu médico.

Com isso em mente, aqui vão algumas dicas e cuidados com a pele e cabelos durante o período da gravidez.

O que NUNCA usar:

Alguns medicamentos e produtos são contraindicados durante a gravidez. Em negrito estão os produtos PROIBIDOS. É importante verificar os princípios ativos dos medicamentos, na embalagem ou na bula. Na área de dermatologia, cito os principais:

– cápsulas e comprimidos: isotretinoina (Roacutan), acitretina (Neotigason), finasterida, talidomida, tetraciclina, sulfametoxazol+primetroprima (Bactrim), espironolactona (Aldactone), fexofenadina (Alegra), hidroxizine (Hixizine), cetoconazol,

– cremes, soluções e géis: iodopovidona, tretinoína (Vitanol-A, Vitacid), hidroquinona (Claquinona, Solaquim, Vitacid Plus, Triluma, Hormoskin), podofilina, adapaleno, coaltar, minoxidil, peróxido de benzoíla, tacrolimos

O que não vale a pena:

– pintar e alisar o cabelo no primeiro trimestre e, de preferência, até o final da gestação

– produtos com ácidos, secativos ou clareadores. Procure na formulação dos produtos se há ácido salicílico, hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinoico, ureia em altas concentrações (maior que 10%), clindamicina

O que toda gestante DEVE usar:

– muito filtro solar. O período da gestação tem um aumento dos hormônios que estimulam a produção de melanina, assim a pele escurece em algumas áreas e pode manchar com facilidade. Mulheres com tendência pessoal e familiar de melasma precisam ter uma atenção redobrada com a exposição solar e à luz artificial com filtros solares de alto FPS e de preferência com cor

– hidratação por dentro e por fora. Além de ingerir líquidos com frequência, a gestante deve hidratar muito a pele, ajudando a prevenir o surgimento das estrias. O momento de maior atenção é o último mês. Há várias opções de hidratante disponíveis específicas para as gravidinhas!

Depois do parto, a hidratação da pele deve continuar, porque estrias podem aparecer durante o retorno da pele ao seu normal.

Não esqueça de que os maiores fatores de risco para estrias são a tendência da paciente e o ganho de peso acima do recomendado

– meias elásticas de média compressão. A gravidez aumenta o risco de formação de varizes e varicoses, então um bom método de prevenção é o uso das meias elásticas. Elas também vão ajudar no inchaço das pernas e pés, tão incômodo nos últimos meses.

– óleos essenciais como de semente de uva, de amêndoas, de argan, nas áreas com maiores ressecamentos como cotovelos, joelhos, barriga, mamilos

– usar e abusar dos profissionais de saúde de confiança: nutricionistas, dermatologistas, esteticistas, educadores físicos, fisioterapeutas e é claro, de quem deve ser um dos seus maiores companheiros: o obstetra.

O que pode ser feito de tratamentos dermatológicos durante a gestação:

Há cremes, tratamentos e procedimentos que podem ser realizados durante a gestação, mas a segurança e a correta indicação precisam ser previstas com um bom dermatologista.

Busque sempre informação de qualidade e fuja da automedicação. A saúde da mãe e do bebê são as maiores prioridades!

Beijos e não se esqueçam de passar filtro solar ☺

Dra. Flávia Trevisan

Médica dermatologista e Mestre em Medicina Interna | CRM/PR 31445 | RQE 16868

Verifique sempre no site do CRM (www.crmpr.org.br) se o seu médico tem especialidade registrada. É seu direito saber.